Total de visualizações de página

100 ANOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS NO BRASIL

100 ANOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS NO BRASIL

quarta-feira, 31 de março de 2010

Imagem de morte por perseguição na Indonésia





Nosso irmão foi morto em frente a um fotógrafo, arrancaram sua cabeça e depois arrastaram o corpo e exibiram sua cabeça pelas ruas de Jacarta, na Indonésia. Essas fotos foram tiradas pelo fotógrafo da Revista Life, James Nachtwey em 7 de dezembro de 1998, num flagrante vivo da demência espiritual.
Esta é a Igreja Perseguida do nosso tempo. Esse irmão foi morto em frente a um fotógrafo, arrancaram sua cabeça e depois arrastaram o corpo e exibiram sua cabeça pelas ruas de Jacarta, na Indonésia. E quantos são mortos e não temos conhecimento?
Por favor orem pela a Igreja Perseguida no mundo.
-A servidão satânica domina milhões de pessoas
-Há falta de receptividade ao Evangelho
-Existem muitas áreas intocadas pelo Evangelho
-A liberdade religiosa, quando existe, é frágil
-Há falta de missionários, líderes, pastores e escolas de treinamento
-Os crentes precisam ser despertados para uma vida de compromisso com Deus
-Há poucos obreiros atuando nos países
-Há necessidade de tradução e envio de Bíblias para áreas remotas
-Os crentes sofrem perseguição e correm risco de morte
-A saúde e proteção dos missionários são uma necessidade constante.
Por favor orem pelos irmãos perseguidos em todo o mundo.
Sebastião Oliveira, dos EUA
Efatah.com

Um comentário:

  1. Paz,

    Parabéns, pelo seu trabalho neste blog. Que Deus em Cristo Jesus lhe continue abençoando poderosamente.

    Estou seguindo o vosso blog.

    Aproveito pra lhe convidar a visitar meu blog também. Avivamento pela Palavra é um blog voltado aos amantes da Bíblia sagrada como Verdade Absoluta e que só através Dela seremos mais crentes e mais cheios do Espirito Santo. Comente, pois seus comentários são muito importante para mim poder estar sempre em melhorias no meu blog.

    http://www.alexandrepitante.blogspot.com/

    Siga-nos também.

    Fica com Deus.
    Um abraço, Alexandre Pitante.

    ResponderExcluir