Total de visualizações de página

100 ANOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS NO BRASIL

100 ANOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS NO BRASIL

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

OS GRANDES DESAFIOS DA IGREJA NOS PRÓXIMOS SÉCULOS

OS GRANDES DESAFIOS DA IGREJA NOS PRÓXIMOS SÉCULOS

Os ultimos 5 seculos contaram a historia do Cristianismo Europeu e de suas conquistas no exterior, sobretudo na America do Norte.

1. Ate recentemente a grande parte dos cristaos viviam em paises de maioria branca. Os teoricos falavam de forma arrogante sobre a civilizacao crista.

2. Muitos comentaristas seculares viam o cristianismo como uma construcao ideologica ocidental. Era considerado a religiao do ocidente.

3. No ultimo seculo o centro de gravidade cristao comecou a mover-se rumo ao Sul – Africa, Asia, America Latina.
o A maioria crista do mundo atual esta na Africa, Asia e America Latina
o O espaco para crescimento continua sendo muito grande, enquanto nos paises do ocidente ja atingiu seu apice.
o Em 1950 a lista de paises com maior numero de cristaos trazia: Franca, Gra Bretanha, Espanha e Italia.
o Em 2050 nenhuma dessas nacoes estarao na lista, devido a secularizacao que tem atingido a esses paises.

4. De acordo a World Christian Enciclopedia, cerca de 2 bilhoes de cristaos vivem hoje no Planeta, e estao divididos assim:
o 560 milhoes na Europa
o 480 milhoes na America Latina
o 360 milhoes na Africa
o 313 milhoes na Asia
o 260 milhoes na America do Norte.

5. Em 2025 a estimativa sera de acordo ao crescimento anual por continente de 2.6 bilhoes.
o 630 milhoes na Africa
o 640 milhoes na America Latina
o 460 milhoes na Asia
o 555 milhoes na Europa

A America Latina e Africa terao metade da Populacao Crista do mundo.
As grandes tendencias:

• Um mundo de crises sociais e culturais
Quem imaginaria que ao inicio de um novo milenio que em alguns anos nosso mundo testemunharia uma re-ordenacao massiva no cenario da cultura e politico global?

• Que o dia 11 de setembro alteraria a forma que os EUA veria o mundo e seus passos extraordinarios tomados para assegurar a seguranca interna do pais.

• O Pres. Clinton demonstrava os beneficios da Globalizacao trazendo prosperidade, paz, e seguranca ao mundo, e falava isso eloquentemente.

• Eles falavam da Nova Ordem Mundial, sem imaginar o mundo que estariam para encarar em poucos anos. Sera que imaginavam esse mundo?

• Em meados de 2003 ja tinhamos:

• i. um mundo dominado por Terroristas e terrorismo

• ii. intensa desatisfacao com a Globalizacao,

• iii. a guerra no Afeganistao e

• iv. guerra no Iraque

• v. o fenomeno do Neo-colonialismo,

• vi. o choque das culturas e a

• vii. a inefetividade das instituicoes internacionais como a ONU em periodos de intensa crise internacional

• viii. tivemos um dos conselheiros de Clinton para assuntos economicos, e ganhador do Premio Nobel – Joseph Stiglitz que descarrega uma das mais insisas criticas a Globalizacao e ao FMI. Ele revelou como as instituicoes operavam sob o controle de Washigton e dos poderes economicos Europeus.

• ix. No mundo em desenvolvimento uma crescente insatisfacao e ira sobre o crescimento da pobreza absoluta. Brasil e India receberam reunioes globais que trouxeram ativistas sociais de ONGs que estavam profundamente preocupados com o impacto economico da globalizacao no mundo pobre e no meio ambiente.

• x. Ha um corpo formado de pessoas que acreditam que em meio a pobreza, desemprego, e descontentamento social o terrorismo encontra sua mais profunda raiz.
Os desafios da Igreja no Sec. XXI serao:

• Viver em mundo totalmente hostil contra o Evangelho

• A igreja do Terceiro Mundo vive em meio a paises hostis ao evangelho

• Vive em meio a paises com governos totalitarios e corruptos.

• Vive em meio a paises que foram vitimas do colonialismo que entendem religiao crista como meio colonialista de controle.

• Encarar a Pobreza como parte de seu Ministerio Holistico.

• Ela esta no meio dos paises mais pobres do mundo e com uma mensagem ocidentalizada no conteudo.

• Ela encara os dissabores da injustica social e politica contra a populacao socialmente excluida.

• Ela tem seus lideres formados apenas para manter o que existe e nao serem proativos em seus ministerios a comunidade em que servem.

• Esta Localizada entre os Blocos Religiosos Resistentes

• Catolicismo

• Islamismo

• Budismo

• Hinduismo

• Taoismo

• Etc...
Que tipo de Lider Deus esta buscando para este momento? Que tipo de homem a igreja do Senhor deveria buscar para fazer diferenca?
Quando vejo alguns personagens biblicos fico impressionado com a disposicao, coragem, e ao mesmo tempo a humildade e dependencia que tinham em Deus. Homens que escreveram com suas vidas o curso da historia de seus contextos.
Gostaria de analizar alguns aspectos do carater de Daniel com os irmãos –
Dan. 5. 13,14 – “Entao, Daniel foi introduzido a presenca do rei. Falou o rei e disse a Daniel: Es tu aquele Daniel dos cativos de Juda, que o rei, meu pai, trouxe de Juda? 14 - Tenho ouvido dizer a teu respeito que o espirito dos deuses esta em ti, e que a luz, e o entendimento, e a excelente sabedoria se acham em ti.”
Como voce acha que isso aconteceu? Por oracao apenas? Por momentos de isolamento? Nao apenas isso!!! Mas tambem com muita observacao e pesquisa daquilo que acontecia a seu redor.

O Livro 12 mitos que os Americanos creem – trouxe na pag 12 um comentario sobre outro livro escrito por Rowe – Rowe queria saber de um sobrevivente da 2ª guerra mundial o que aconteceu com a igreja durante o periodo de Hitler na Alemanha – quando apresentou ao pais seu louco plano.
Aquele homem sobrevivente da 2ª guerra disse: A igreja estava preocupada com seus estudos biblicos, programas de crescimento, poder, prestigio, e se esqueceu de analizar o que acontecia a seu redor...
Moody disse que um bom pastor e aquele que sobe ao Pulpito com a biblia em uma mao e o jornal na outra.
O que fazia o povo ouvir a Daniel? Pois quando falava, todos ouviam. Porque? As pessoas paravam para ouvir a Daniel por algumas das seguintes razoes:

1. Daniel possuia conexoes importantes:
As pessoas param para nos ouvir devido a quem conhecemos. Daniel tinha uma reputacao forte por conhecer ao Deus de Israel, obedece-lo e honra-lo.

2. Daniel estava disposto a sacrificar-se:
As pessoas param para nos ouvir devido aquilo que temos sofrido. Daniel havia passado o direito de alimentar-se com as iguarias do rei.

3. Daniel possuia um carater sem mancha.
As pessoas param para nos ouvir devido a nossa integridade. Daniel permaneceu sem mancha e confiavel ate mesmo quando repreende ao Rei.

4. Daniel era relevante
As pessoas param para nos ouvir devido a nossa relevancia. As pessoas querem ver se conhecemos sua realidade e aquilo que lhes fazem estar na situacao em que se encontram. Daniel se identificava com as necessidades e lutas do povo.

5. Daniel possuia Sabedoria Divina
As pessoas param para nos ouvir devido aquilo que sabemos. Daniel poderia interpretar os sonhos e visoes que confundiam as pessoas.

6. Daniel demonstrava suas falhas – era vulneravel
As pessoas param para nos ouvir devido a genuinidade e transparencia. A vida de Daniel era um livro aberto.

7. Daniel era um homem experiente
As pessoas param para nos ouvir devido a nossos sucessos e lutas passadas. A credibilidade de Daniel vinha dos anos de vida.

8. Daniel era um homem humilde
As pessoas param para nos ouvir devido a nossa humildade. Daniel servia e submetia-se as autoridades ao menos que quebrassem alguma lei maior divina.

9. Daniel era competente
As pessoas param para nos ouvir devido a nossa habilidade e conhecimento. Daniel havia feito muitas coisas melhor que qualquer pessoa.

10. Daniel era um homem de coragem
As pessoas param para nos ouvir devido a nossa demonstracao de conviccao. Daniel nao era marionete de ninguem e mostrou que morreria por suas conviccoes.

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

IGREJA LOCAL E MISSÕES

IGREJA LOCAL E MISSÕES

COMPARTILHANDO AS SAGRADAS ESCRITURAS:
Vamos abrir nossas bíblias e ler: Pv. 18:22; I Tm 3:12; 5:14; Heb: 13:4
 
INTRODUÇÃO
A partir do propósito da Igreja é necessário analisar a responsabilidade da Igreja local em missões. A pergunta básica a ser levantada é: Para que existe a Igreja. Partindo do pressuposto que no transcorrer da história a “eklesia” tem perdido o propósito para o qual foi edificada. Afirmamos que está na hora de reestruturarmos a Igrejas para que ela retorne ao propósito bíblico. Que segundo Edison Queiroz é:
A Igreja é o instrumento de Deus para realizar a sua obra:
*  Deus reuniu gentios e judeus e fez deles um novo povo.
*  A declaração de Cristo: Edificarei a minha Igreja em Mt. 28:18-20.
* A ordem de evangelizar o mundo foi dada a Igreja e não a qualquer outra organização, Mt. 16:18.
* Todos os ministérios e atividades da Igreja devem convergir para o seu propósito final que é a evangelização do mundo. Queiróz Edison. Apostila do curso de “Mobilização Missionária da Igreja Local”. 1996, p.14.
Idem 76, p 121.

I. O PROPÓSITO DA IGREJA
Não há propósito mais importante para uma Igreja local que missões. Na verdade missões têm que ser a prioridade. O objetivo final dos cultos, e da escola dominical deve estar voltado para que cada membro seja edificado na Palavra, compreendendo assim seu papel na Grande Comissão do corpo de Cristo.
Warren diz: “Não é a nossa missão criar os propósitos da Igreja, mas sim, descobrir quais são eles”.
Isto implica num intenso, serio e dedicado estudo da Palavra e incessante busca de Deus através da oração para sabermos qual é o propósito específico para nossas igrejas.
Como pastor de uma igreja no bairro do Limão, em São Paulo, juntamente com o conselho da igreja, após vários meses de oração e estudo bíblico chegamos a um consenso quanto ao propósito de nossa Igreja que foi assim declarado: “A Igreja de Deus no bairro do Limão existe para adorar a Deus através da obediência a sua Palavra, pregando o evangelho a todos os povos fazendo discípulos fiéis”. A igreja tem metas a curto, médio e longo prazo e estratégias para alcançá-las. Esta declaração de propósito da Igreja ajuda a todos, pastores, líderes e membros, a não se esquecerem o objetivo supremo de Deus para a Igreja. Nas palavras em negrito vemos como a Igreja local pode ajudar seus membros e futuros missionários a desenvolverem uma vida espiritual sadia e produtiva antes de ir ao campo, ou seja, a partir de seus primeiros passos na Igreja. Idem 30, pp. 109- 127.
Idem 30, p. 113.
Taylor, William. Demasiado Valiosa para que se Pierda. COMIBAM. 1997, p. 107.
Retorno Antecipado Evitável, usado para os missionários.
Idem 30, p.118.

II. AS QUATRO FINALIDADES DA IGREJA

1. Comunhão
Charles Engen fala das quatro finalidades da Igreja: Primeiro a “Koinonia”...Que vos ameis uns aos outros...(Jo. 13:34-35; Rm. 13:8; I Pe. 1:22)
Umas das frases mais simples, porém, mais complexa para designar a Igreja é a ordem de Jesus: que vos ameis. Os discípulos não apenas entendiam que amor ágape era o estilo de vida esperado do povo de Deus, mas que era a tarefa da Igreja desde épocas remotas. O amor ao próximo era encontrado já no inicio do AT ( Lv. 19:18; Pv. 20:22; 24:29). Aliás, amar a Deus e ao próximo é a síntese da Torá (Mc 12: 29-31).
Koinonia é comunhão, e isto implica necessariamente, em relações interpessoais. Aqui devemos falar das dificuldades no campo referente às relações interpessoais. Segundo Jonathan Lewis , o desacordo com a Agência está em sexto lugar no R.A.E. com 6,2%, e os problemas com congêneres em quinto lugar com 7,4%. Estas são estatísticas referentes ao Brasil, se juntarmos os dois aspectos que estão ligados com os relacionamentos interpessoais, somam 13,6 %, subindo para o primeiro lugar. Isto revela que a Igreja não está cumprindo com seu propósito fundamental. Também revela como um problema na Igreja Local torna-se um problema no campo missionário. É na Igreja onde se aprende a respeitar e amar os irmãos (principalmente o cônjuge), os líderes, os colegas de trabalho.

2. Proclama a verdade
A segunda finalidade da Igreja é o “Kerigma”...Jesus é o Senhor... (Rm. 10:9; I Co. 12:3) que significa literalmente proclamar esta verdade, “Jesus é o Senhor”, para os que não estão sob seu Senhorio. Verdade esta que implica necessariamente numa mudança de vida e do caráter do homem, significando um contraste com o mundo e seus pensamentos.
A Igreja de Jesus Cristo existe quando as pessoas confessam com a boca e crêem no coração que Jesus é Senhor – Senhor da Igreja, de todas as pessoas e de toda a criação (Cl. 1:15-20).
Através da confissão, a Igreja caminha em direção ao que ela é, a comunidade missionária dos discípulos do Senhor. Assim a missão torna-se requisito indispensável a todo aquele que diz ser discípulo de Cristo. Ele não pode confessar que Jesus é Senhor sem ao mesmo tempo anunciar seu Senhorio a todos. As palavras em negrito novamente nos fazem entender a relação entre vida missionária e o propósito da Igreja. Crer no coração que Jesus é Senhor implica que todas as dimensões da vida estão no domínio de Jesus, os temores, fraquezas, dúvidas, complexos, virtudes, defeitos. Quando isto acontece, dificilmente acontece um retorno antecipado evitável. Concluindo podemos dizer que a Igreja só é querigmática quando ela, intencionalmente, se dirige aos que ainda não aceitaram a Jesus como Senhor.

3. Serviço
A terceira finalidade da Igreja é: “Diaconia”... “Uns destes mais pequeninos...” (Mt. 25:30, 45). Este termo significa serviço e no NT podemos encontrar várias palavras que se referem ao conceito de servir:
1. Servir como servo.
2. Disposição para servir.
3. Servir em troca de pagamento.
4. Servir ao mestre.
5. Serviço muito pessoal a outra pessoa.

Vemos nestes termos o auto-retrato de todo ministro. A palavra “Diaconia” tomou principal destaque na Igreja primitiva. Logo depois de pentecostes podemos ver os discípulos servindo através dos grandes milagres e quando os discípulos não podiam mais cuidar das coisas do ministério e “servir as mesas” então surgiu um novo ministério o diaconato. Por exemplo: Dorcas em Jope. Este é um ministério pelo qual a Igreja manifesta concretamente o discípulo seguindo a Jesus.
O ministério diaconal da Igreja ainda testifica a autenticidade dela e contribui para o despontar da Igreja missionária, a comunidade diaconal de amor constituída daqueles que confessam lealdade a Cristo.
É natureza da Igreja ministrar a todos os necessitados, seja essa necessidade espiritual ou física. Ela deve servir a todos em todas as áreas e em todo o mundo.
Podemos dizer que se aprendermos a servir na Igreja local, serviremos ao povo receptor com humildade, dedicação e principalmente com amor. Chegaremos ao novo país com espírito de servo e não de arrogância, superioridade ou poder.

4. Testifica
Por último, a quarta finalidade da Igreja é a “Martiria”... “Sereis minhas testemunhas...” “que vos reconcilies com Deus...” (Is. 43:10, 12; 44:8; At. 1:8; II Co. 5:20). Em Atos vemos o mandamento de espalhar-se geográfica e culturalmente. E mais ou menos esta expansão se cumpriu, mas provavelmente não captaram na sua totalidade o peso das palavras “Sereis minhas testemunhas”. A finalidade da Igreja é testemunhar em todos este lugares ao mesmo tempo.

A palavra “Martys” se emprega de diversas maneiras nas Escrituras:
1. Testemunha judicial de fatos.
2. Testemunha de fatos numa confissão de fé.
3. Declaração de um fato como testemunha ocular de um ocorrido.
4. O testemunho evangélico da natureza e da importância de Cristo.

5. Martírio.
Dentro destas gamas de significados, o objetivo do corpo de Cristo é tornar tangível, real, visível e efetivo o fato de Jesus Cristo estar presente no mundo.
O corpo de Cristo deve praticar o que proclama para que as pessoas possam ver em nós, pessoas reconciliadas com Deus, para que sejamos segundo II Co. 5:18-21.


CONCLUSÃO

“Ora tudo provém de Deus que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo, e nos deu o ministério da reconciliação, a saber, que Deus estava em Cristo, reconciliando consigo ao mundo, não imputando aos homens as suas transgressões, e nos confiou a palavra da reconciliação”.
De sorte que somos embaixadores em nome de Cristo, como se Deus exortasse por nosso intermédio. Em nome de Cristo, pois, rogamos que vos reconcilieis com Deus.
Aquele que não conheceu pecado, ele o fez pecado por nós; para que nele fossemos feitos justiça de Deus”.
Segundo Jonathan Lewis o R.A E. de brasileiros por motivos de vida imoral é de 3,8%, mas se acrescentarmos os de conflito familiar de 1,9% que são similares, pois é um mau testemunho somam 5,7 %. Devemos compreender que tudo isto se aprende ou deveria se aprender na Igreja Local, pois é o lugar onde mais tempo passa o candidato antes de ir ao campo ou a escola teológica ou missiológica.

O IDE DE CRISTO

O IDE DE CRISTO

»MATEUS [10]
1 E, chamando a si os seus doze discípulos, deu-lhes autoridade sobre os espíritos imundos, para expulsarem, e para curarem toda sorte de doenças e enfermidades.2 Ora, os nomes dos doze apóstolos são estes: primeiro, Simão, chamado Pedro, e André, seu irmão; Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão; 3 Felipe e Bartolomeu; Tomé e Mateus, o publicano; Tiago, filho de Alfeu, e Tadeu; 4 Simão Cananeu, e Judas Iscariotes, aquele que o traiu. 5 A estes doze enviou Jesus, e ordenou-lhes, dizendo: Não ireis aos gentios, nem entrareis em cidade de samaritanos; 6 mas ide antes às ovelhas perdidas da casa de Israel; 7 e indo, pregai, dizendo: É chegado o reino dos céus. 8 Curai os enfermos, ressuscitai os mortos, limpai os leprosos, expulsai os demônios; de graça recebestes, de graça dai. 9 Não vos provereis de ouro, nem de prata, nem de cobre, em vossos cintos; 10 nem de alforje para o caminho, nem de duas túnicas, nem de alparcas, nem de bordão; porque digno é o trabalhador do seu alimento. 11 Em qualquer cidade ou aldeia em que entrardes, procurai saber quem nela é digno, e hospedai-vos aí até que vos retireis. 12 E, ao entrardes na casa, saudai-a; 13 se a casa for digna, desça sobre ela a vossa paz; mas, se não for digna, torne para vós a vossa paz. 14 E, se ninguém vos receber, nem ouvir as vossas palavras, saindo daquela casa ou daquela cidade, sacudi o pó dos vossos pés. 15 Em verdade vos digo que, no dia do juízo, haverá menos rigor para a terra de Sodoma e Gomorra do que para aquela cidade. 16 Eis que vos envio como ovelhas ao meio de lobos; portanto, sede prudentes como as serpentes e simples como as pombas.

Texto- Mateus 10:16
- Eis que vos envio como ovelhas ao meio de lobos; portanto, sede prudentes como as serpentes e simples como as pombas.

O texto que lemos acima apresenta algumas verdades fundamentais no que se refere à Pregação do Evangelho e ao Reino de Cristo:

1ª) Jesus é quem chama
I CORÍNTIOS 7:17 “Somente ande cada um como o Senhor lhe repartiu, cada um como Deus o chamou. E é isso o que ordeno em todas as igrejas”.

a) Vivemos dias em que muitos não chamados estão as voltas com Igrejas escandalizando o evangelho

b) E a palavra de Deus é bem clara
II CORÍNTIOS 6:3 “não dando nós nenhum motivo de escândalo em coisa alguma, para que o nosso ministério não seja censurado”.
APOCALIPSE 3:16 “Assim, porque és morno, e não és quente nem frio, vomitar-te-ei da minha boca”.

c) E nem todos são chamados para serem pregadores
- Há dons e serviços que muitos poucos querem no reino
+ Limpar a Igreja
+ Porteiro
+ Trabalho pesado
+ Diácono nada, eu quero ser é Pastor
+ Pessoa errada tentando exercer o dom errado não gera
progresso ao evangelho
+ Há mais honra em servir onde se é chamado do que ten-
tar servir fora do centro da vontade de Deus

2ª) Se Jesus chama ele também capacita
- De que forma?
Pela sua autoridade -> MATEUS 10:1 E, chamando a si os seus doze discípulos, deu-lhes autoridade sobre os espíritos imundos, para expulsarem, e para curarem toda sorte de doenças e enfermidades.
- Ele pode fazer isto porque Ele é dono de todo o poder
- A autoridade de Jesus está naquilo que Ele diz
- Nunca esqueça: Se Jesus diz que você é alguma coisa, você é!
- E também, se Ele tem dito alguma coisa, isto se cumprirá
HEBREUS 11:3 “Pela fé entendemos que os mundos foram criados pela palavra de Deus; de modo que o visível não foi feito daquilo que se vê”.

3ª) A chamada de cada um de nós é especifica
- Cada um de nós tem uma função específica no Reino
- E Jesus a delega pessoalmente
- Veja que nos versículos 2 e 3 os nomes dos discípulos são mencionados um a um.
- Deus não vai chamar outro para o teu lugar
- Ele chamou você
- Ele sabe das tuas capacidades e de quanto ele pode capacitar você
- Ele investiu em você

4ª) JESUS tem prioridades no seu Reino para a sua obra
- V. 6 mas ide antes às ovelhas perdidas da casa de Israel
- Ele poderia ter dito, ide antes a "outro lugar"
- Se Deus tem um plano para nós, certamente ele tem metas
- E um plano é para ser seguido e não para ser feito apenas em parte
JEREMIAS 29:11 Pois eu bem sei os planos que estou projetando para vós, diz o Senhor; planos de paz, e não de mal, para vos dar um futuro e uma esperança.
- Ele tem um projeto para sua vida e para o Reino dEle.
- E estes não estão separados
- O Plano para sua vida está dentro do Projeto do Reino.

5ª) Dentro da sua prioridade ele tem para cada um de nós ordens específicas:
8 Curai os enfermos, ressuscitai os mortos, limpai os leprosos, expulsai os demônios; de graça recebestes, de graça dai. 9 Não vos provereis de ouro, nem de prata, nem de cobre, em vossos cintos; 10 nem de alforje para o caminho, nem de duas túnicas, nem de alparcas, nem de bordão; porque digno é o trabalhador do seu alimento.
- Para que saibamos quais as ordens do Senhor para nós, precisamos conhecê-lo, aprender a ouvir a sua voz

6ª) Quem nos rejeita está rejeitando a Deus
- Se Ele nos dá autoridade, nós somos seus representantes diretos
- Quando qualquer um, crente ou incrédulo o impede de fazer a obra para qual Deus o chamou, está se opondo ao próprio Deus.
- Se Deus o chamou para louvar, louve
- Se Deus o chamou para pregar pregue
- Se Deus o chamou para ser o mais humildezinho, seja
- Saiba porém que é Ele que capacita
- E principalmente, nunca esqueça que Ele é quem dá a autoridade
- Mas tem gente que também diz: ai de mim, sou um coitadinho, sou o mais pequenininho, não tenho valor algum. Tem gente subestimando seu valor
- Não subestime seu valor para Deus

7ª) Nem todos aceitarão a sua autoridade
- V. 14 -> E, se ninguém vos receber, nem ouvir as vossas palavras, saindo daquela casa ou daquela cidade, sacudi o pó dos vossos pés.
- Fica claro aqui que o importante é obedecer
- Independente dos resultados, das adversidades, das lutas e tribulações, daqueles que se oporem, daqueles que o ignorarem, faça aquilo que Deus lhe mandou
- Não negocie facilidades para obter resultados
- Não aceite pecado para ver aquilo que você está fazendo prosperar
- Devemos nos lembrar que o importante é aquilo que Deus vê e não aquilo que os homens vêem.
- Aparentemente um trabalho pode ser muito bem sucedido, mas espiritualmente pode ser um fracasso.
- Quem dará a verdadeira recompensa é Deus e não os homens

MISSÕES

MISSÕES:

INCUMBÊNCIA, JS 2.14. Então eles lhe responderam: A nossa vida responderá pela vossa, se não denunciardes este nosso negócio; e, quando o Senhor nos entregar esta terra, usaremos para contigo de bondade e de fidelidade.

ENCARGO, AT 12.25. Barnabé e Saulo, havendo terminado aquele serviço, voltaram de Jerusalém, levando consigo a João, que tem por sobrenome Marcos.

Missões no A.T:
Gn 12.3; Abençoarei aos que te abençoarem, e amaldiçoarei àquele que te amaldiçoar; e em ti serão benditas todas as famílias da terra.
Em Salmos, 2.8; Pede-me, e eu te darei as nações por herança, e as extremidades da terra por possessão.

Em Salmos 22.27-29; Todos os limites da terra se lembrarão e se converterão ao Senhor, e diante dele adorarão todas as famílias das nações. Porque o domínio é do Senhor, e ele reina sobre as nações.Todos os grandes da terra comerão e adorarão, e todos os que descem ao pó se prostrarão perante ele, os que não podem reter a sua vida.
Is- 2.2,3; Acontecerá nos últimos dias que se firmará o monte da casa do Senhor, será estabelecido como o mais alto dos montes e se elevará por cima dos outeiros; e concorrerão a ele todas as nações. Irão muitos povos, e dirão: Vinde, e subamos ao monte do Senhor, à casa do Deus de Jacó, para que nos ensine os seus caminhos, e andemos nas suas veredas; porque de Sião sairá a lei, e de Jerusalém a palavra do Senhor
Is -60.3; E nações caminharão para a tua luz, e reis para o resplendor da tua aurora.
Nm 14.21;
Os 2.3;
Sf 2.11,

Nos Evangelhos: Mt 24.14; 28.18-20; Mc.16.15,16,20;
Lc 4.18; Jô 20.21-23 etc

REALIDADES DA OBRA MISSIONÁRIA:
1. OPORTUNIDADES, AT 17.16
2. OBEDIENCIA, AT 26.19
3. URGÊNCIA; JO 4.35
4. RESPOSABILIDADE, I CO 9.16
5. RECURSOS NECESSÁRIOS, AT 1.8
6. TEM HARMONIA, RM 10.14,15
7. O RESULTADO É BOM, L 126.6

DEUS PROCURA MISSIONÁRIOS:
1. OS OLHOS DO SENHOR PROCURAM, SL 101.6
2. OS ESCOLHIDOS SÃO HONRADOS E NOMEADOS PARA FRUTIFICAR, JO 15,16
3. NÃO DEVE HAVER COLOCAÇÕES DE INTERESSES PESSOAIS NA CHAMADA, O MISSIONÁRIO DE VE COMPROVAR RENÚNCIA DE SEUS PRÓPRIOS INTERESSES, (“QUEM VIR APÓS MIM, RENUNCIE-SE A SI MESMO...”).

A OBRA MISSIONÁRIA É UM GRANDE DESAFIO URGENTE:
“OS CAMPOS ESTÃO BRANCOS PARA A CEIFA, MC 4.29”
“É A GRANDE REALIDADE DA VONTADE DE DEUS, JO 7.17”
“DEUS ESTÁ A PROCURA DE VERDADEIROS ADORADORES, JO 4.23,24’

REALIDADES DA CHAMDA MISSIONÁRIA, POIS A CHAMADA NÃO ESTÁ BASEADA EM SENTIMENTOS, MAS SIM EM FATOS.

A= Os sentimentos, em geral, são passageiros e superficiais. A salvação de almas é de fé e confiança nas promessas de Deus e não segundo os sentimentos.
B= Fé na existência, e poder de Deus, Gn 17.1; Ef 3.20
C= Fé na fidelidade de DEUS, 1 Co 1.9

POR QUE PRECISAMOS FAZER MISSÃO COM URGÊNCIA?
1. Porque são breves os nossos dias na terra, Sl 90.10 e Ap 22.7-12
2. Porque a volta de Jesus está próxima, os sinais estão cumpridos, Jô 4.35
3. Porque Satanás está procurando confundir os homens e tragar as suas vidas,
Mt 13.25

O CLAMOR MISSIONARIO

O CLAMOR MISSIONÁRIO

TEXTOS: JÓ 17. 3 b / SL 142. 4 / AT 16. 9

INTRODUÇÃO:
Clamor significa: rogo, grito; Clamar significa: suplicar, implorar.
Há um Clamor que estamos ouvindo aqui nestes momentos que estamos até lendo este sermão, o clamor do mundo em desespero, as nações nas trevas os homens a cada dia mais se distanciando de Deus, há um grito na calada da noite que se aproxima, é hora de abrir nossos ouvidos e ouvir o Clamor Missionário.
Temos ouvido o clamor? Temos ouvido as súplicas?
Temos feito o que em favor da obra missionária?

EXISTE UMA SENSIBILIDADE NO NOSSO CORAÇÃO PODEMOS OUVIR A VOZ DE DEUS?
SÃO CLAMORES QUE ESTENDEM PARA O LUGAR CELESTIAL PROCURANDO CEIFEIROS E HOMENS COMPROMISSADOS

1. O CLAMOR DAS 3 PESSOAS DA TRINDADE DIVINA ( O CLAMOR DO CÉU )
Hoje podemos ser sensíveis ao apelo do Clamor do céu, estamos com ouvidos abertos?

O CLAMOR DO DEUS PAI (EZ. 22.30)– Deus está procurando será que ele pode achar alguém? Será você? Estaria você disposto pagar o preço?

O CLAMOR DO DEUS FILHO (MT 4.19) – A seara é grande, mas onde estão os ceifeiros?

O CLAMOR DO DEUS ESPIRÍTO SANTO - (AT 13. 2 ) – Ele quer e precisa separar estamos prontos e separados ?

O CLAMOR DAS 3 PESSOAS EM UMA SÓ VOZ ( IS 6.8 )
O profeta Isáias ouviu o clamor celestial, quando viu o Senhor na sua Santidade e Glória assentado em um alto e sublime trono e disse: eis me aqui envia me a mim.Há uma voz do céu soando, suplicando, clamando e esperando uma resposta imediata nosso , esta voz está no nosso meio- no meio da igreja , em nossas mentes , corações e ouvidos :

- A QUEM ENVIAREI ?
PAULO DISSE: Como ouvirão se não há quem pregue, como pregarão se não forem enviados?
Quem pode responder a este clamor ou apelo? No livro do apocalipse encontramos 7 vezes “ QUEM TEM OUVIDOS OUÇA..’ VOCÊ PODE OUVIR ???
Muitos corações de crentes e até obreiros que antes eram entusiasmados quando se falava de missões, OUVIA SE GLORIA, ALELUIA, testemunhos da obra missionária, hoje se fecharam para a Voz do Espírito Santo, corações duros que já não estão mais sensibilizados pelo trabalho missionário ( Hb 3. 7, 8b )
Tais ouvidos estão entupidos para a voz do céu que clama, já não ouvem mais o clamor divino, Missões sempre esteve no coração de Deus (é a tarefa primordial da igreja), igreja que não faz missões é doentia, sem vida, sem frutos, sem vida, um vale de ossos secos.
Corações cheios de tantas outras coisas da vida e endurecidos para com o Clamor do céu ( Pv 1. 24 ) enquanto isto acontece com parte da igreja estamos aqui neste culto , segundo estatísticas missionárias em apenas 1 ( um ) minuto 200 vidas morrem sem salvação em Cristo Jesus e milhares no mundo almas estão caindo ao inferno sem que tenham também ouvido a mensagem que nós ouvimos , a mensagem da cruz, as boas novas .

O CLAMOR DO MUNDO, DAS NAÇÕES DOS POVOS – As almas anseiam, as almas clamam em ouvir a mensagem Há fome não de comida, há sede não de bebida – mas fome e sede da palavra de Deus.
E o que estamos fazendo? (SL 142.4)
Testemunho: Certa tarde um evangelista, enquanto orava teve a visão do Calvário aproximou-se bem junto à cruz e viu Jesus agonizando, dando sua vida pelo mundo, viu seu sangue que gotejava da cruz. Do pé da cruz saia uma linda estrada que subia até ao céu, ele foi andando pôr aquela estrada e em uma certa altura, notou, que ao lado havia um grande abismo escuro e de lá ouvia clamores, gritos, pedidos de socorro eram as almas que ainda não tinham ouvido o evangelho, que suplicavam dizendo:

OH CONTAI- NOS A HISTÓRIA DE JESUS ! FALE DE JESUS PARA NÓS NÃO QUEREMOS IR PARA ESTE LUGAR

Oração: DEUS ABRA OS NOSSOS OLHOS ESPIRITUAIS PARA QUE VEJAMOS, ABRA DEUS NOSSOS OUVIDOS PARA OUVIR O CLAMOR DAS ALMAS QUE ESTÃO INDO PARA ESTE LUGAR E EU NAÕ ESTOU FAZENDO NADA.

Enquanto nós estamos felizes subindo a estrada da glória, cantando que vamos morar no céu, vamos andar nas ruas de ouro , as vezes cantando “ OH SATISFEITO COM CRISTO, POR QUE ELE MINHA ALMA SALVOU “
MULTIDÕES estão caindo no abismo, Multidões no vale da decisão e o dia do juízo se aproxima, multidões caindo no abismo, pedindo socorro, como alguém que se está se afogando no mar, morrendo na nossa frente, ou como alguém no meio de um incêndio pedindo tire me daqui não me deixe QUEIMAR.
(Judas 23) QUEM HÁ QUE ME DÊ A MÃO? QUE ME JOGUE UMA CORDA – UM SALVA VIDAS?
(I Co 9.16)
Muitas vezes fazemos como o sacerdote e o levita; os pobres viajantes estão caídos à beira da estrada...Feridos pelo diabo e nós quando se fala em ajuda passamos longe para não ouvirmos o gemido.
Será que há remédio? O profeta Isaias diz sobre o estado do mundo da terra, em si dos habitantes (Is 1.6).
Mas nós temos o remédio, nós temos os salva vidas nas nossas mãos; Deus só tem uma entidade qual? As entidades beneficentes, as corporações militares, ou outros organismos nacionais ou até mesmo internacionais que Ele pode contar para ajudar a salvar o mundo, A SUA IGREJA -não são os governos mundiais, os senados, nem forças armadas que tem a INCUBENCIA DE FAZER MISSÕES.
Nem mesmo os anjos têm a missão de anunciar o evangelho.Se a IGREJA não fizer missões ninguém mais o fará e conseqüentemente, o mundo estará perdido.
Só que Deus poderá pedir conta de nós, pois somos seus atalaias ( Ez 3. 18 ) Minha oração é que Deus levante seus atalaias
Ousados , destemidos , compromissados , suba agora ao monte e entre no propósito Divino

É AGORA OU NUNCA MISSÕES É QUESTÃO DE SOBREVIVÊNCIA DAQUELES QUE PERECEM O REMÉDIO PARA A ALMA DOS CAÍDOS , PERDIDOS , AFLITOS .

CONCLUSÃO :
PODEMOS ATENDER ESTE CLAMOR ? LEMBRA DESTE HINO CANTAMOS ELE AS VEZES “ MUITOS SÃO OS QUE VÃO EXPIRANDO ‘ E CANTAMOS FALA DEUS , FALA DEUS , E NÓS NÃO ESTAMOS FAZENDO NADA ; É CHEGADA A HORA DE ATENDER O CLAMOR MISSIONÁRIO , VAMOS DAR AS MÃOS E FAZER ALGO POR MISSÕES .