Total de visualizações de página

100 ANOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS NO BRASIL

100 ANOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS NO BRASIL

domingo, 19 de abril de 2009

O fenômeno Assembléia de Deus

A Assembléia de Deus é a denominação evangélica de maior peso, quando se fala da ascensão do Reino de Deus no Brasil. Ela está presente em todo o território nacional e é também a maior igreja evangélica da América Latina. É o fenômeno pentecostal que arrebanha a maior fatia de cristãos a serviço do Rei Jesus, com uma história e trajetória guiadas por Deus. Há mais de 90 anos, através desse fenômeno chamado Assembléia de Deus, a chama do Evangelho se espalhou, levada pelo vento Pentecostal que soprou a obra do avivamento pelos quatro cantos do País. Em todos esses anos, a Assembléia de Deus vem agindo debaixo da infinita graça do Onipotente, cheia de determinação, lutas, vitórias e muita fé dos homens emulheres que foram fiéis à obra do Senhor lhes confiou. A abençoada semente foi plantada em 1910, quando dois missionários suecos, Gunnar Vingren e Daniel Berg, desembarcaram no Brasil. Eles haviam vivenciado a experiência do batismo no Espírito Santo nos Estados Unidos e, orientados por Deus, vieram para o Brasil trazendo a mensagem Pentecostal: "Jesus salva, cura, batiza no Espírito Santo e leva para o céu". Recebidos em uma igreja batista em Belém do Pará, começaram a pregar esta mensagem. A princípio, 17 irmãos declararam sua fé pela mensagem pregada, entre os quais as duas primeiras foram as irmãs Celina Albuquerque e Maria Nazaré. Eles não somente creram, mas se propuseram a permanecer em oração até que Deus cumprisse a tão desejada promessa de os batizar no Espírito Santo(At 2.39). Em 2 de junho de 1911, na Rua Siqueira Mendes, 67, em Belém, Celina Albuquerque foi batizada no Espírito Santo, sendo considerada a primeira pessoa em solo brasileiro a vivenciar a experiência pentecostal. Aqueles 17 irmãos, liderados pelos jovens missionários suecos, se puseram a evangelizar a região, cheios do poder de Deus. Em resposta às suas orações, o Senhor operava sinais e maravilhas, e, através de cada testemunho e sermão, muitas pessoas aceitavam a Cristo tendo suas vidas inteiramente transformadas. Homens e mulheres abandonavam os vícios, a prostituição, a vida marginalizada e se tornavam santos e dedicados.
Tradição a serviço do SenhorCom o tempo, o trabalho se estabilizou no Pará. As atividades eclesiásticas foram se tornando cada vez mais abrangentes, onde cada membro era um evangelista a testificar a parentes, amigos e vizinhos. O primeiro crente da Assembléia de Deus separado para o ministério pastoral no Brasil foi Absalão Piano, sendo sua ordenação presidida pelo missionário Gunnar Vingren, em fevereiro de 1913, em Rio Preto, Pará. O primeiro país a receber missionários da Assembéia de Deus foi Portugal, em abril de 1913, tendo como primeiro enviado o irmão José Plácido da Costa e família. Segundo relatório prestado por Plácido da Costa, o trabalho em Portugal foi estabelecido no mês seguinte. A mensagem pentecostal foi triunfante semeada em terras lusitanas. Foi a Assembléia de Deus em Belém que organizou a primeira Escola Bíblica de Obreiros, em 1922, com estudos bíblicos ministrados pelo missionário Samuel Nyströn. Os participantes eram, de forma geral, obreiros que vinham dos Estados do Pará, Ceará e Rio Grande do Norte. Em 1924, alguns irmãos que haviam se mudado para o Rio de Janeiro, então a capital federal, diante do crescente número de novos convertidos, começaram a orar a Deus para que lhes enviasse um Pastor. Ao mesmo tempo, escreviam à igreja em Belém, insistindo no envio desse obreiro. Como resposta, o pastor Gunnar Vingren transferiu-se para o Rio, a fim de organizar a igreja ali. Enquanto isso, outros obreiros espalhavam a mensagem pentecostal pelo País. Hoje, pode-se dizer que a Assembléia de Deus está na colheita de seus frutos, através da semente (a Palavra de Deus) que um dia foi semeada com muito amor e zelo. Como prova disto, voltamos às estatísticas do IBGE para lembrar que mais de 45% dos evangélicos no Brasil pertencem à Assembléia de Deus. Assembléia de Deus – Ministério de Belo HorizonteA Assembléia de Deus em Belo Horizonte teve início em 17 de março de 1927, quando Clímaco Bueno Asa chegou à Capital Mineira e realizou o primeiro culto petencostal em sua residência, uma casa alugada na Rua Peçanha, no Bairro Carlos Prates. O Missionário Clímaco, como ficou conhecido, era boliviano de naturalidade e comerciante de profissão, tendo se convertido ao Evangelho em 1913, no Estado do Pará, ouvindo uma pregação do Missionário Gunnar Vingren, um dos fundadores da Assembléia de Deus no país. Com a pregação do Evangelho, muitas pessoas se converteram e os cultos passaram a ser realizados nas casas dos novos crentes até que, em 15 de janeiro de 1929, a igreja adquiriu um imóvel na Rua Uberlândia, nº 620 e inaugurou um pequeno templo construído pelos irmãos, que passou a abrigar a sede da Igreja.No ano de 1930, o Missionário sueco Nils Kastberg chegou em Belo Horizonte, passando a auxiliar nos trabalhos evangelísticos e assumindo, em 02 de agosto de 1931 a direção da Igreja, com a mudança do Missionário Clímaco para o interior do Estado. Já no ano de 1932 foram consagrados os primeiros obreiros nacionais em Belo Horizonte, dentre os quais o Pb. Gil Braz Santilhano e o Pr. José Alves Pimentel. Como a Igreja já não tinha capacidade de abrigar os crentes, foi realizada uma duplicação do templo. Após dois anos e meio de intenso trabalho, o Miss. Nils Kastberg passou a direção da Igreja para seu colega sueco Missionário Algot Svensson. Na época a Igreja já contava com diversos pontos de pregação e algumas congregações entre elas a de Venda Nova e Santa Efigênia.O Missionário Algot Svensson assumiu o trabalho no fim de 1933 e, muito dinâmico, solidificou a Igreja em Belo Horizonte. Em 1935 efetuou o registro da Igreja legalizando-a como pessoa jurídica, com a denominação de Sociedade Evangélica Assembléia de Deus. No ano de 1944, a Igreja adquiriu um terreno no centro da Cidade, à Rua São Paulo, e em 1950, iniciou a construção do templo que ainda hoje, abriga a sede da Igreja. Nessa época, vários obreiros foram consagrados e o trabalho no interior do estado começava a florescer, sendo que os obreiros faziam longas viagens, ora a cavalo, ora a pé para dar assistência aos crentes do interior. As cidades de Bom Despacho, Corinto, Caratinga e Pirapora foram as primeiras cidades do interior a conhecerem o evangelho pleno. Em 1953, o Estatuto da Igreja sofreu a primeira alteração, mudando a denominação da instituição para Igreja Evangélica Assembléia de Deus. Em 13 de maio de 1956 foi inaugurado o novo templo sede a Igreja.Em 1958, o Miss. Algot Svensson viajou de férias para a Suécia e lá faleceu. Os obreiros nacionais já existentes na Igreja indicaram para sucedê-lo o seu co-pastor, Anselmo Silvestre, que com a aprovação da Igreja, assumiu a direção do Ministério. Desde então, o Pastor Anselmo Silvestre tem presidido a Igreja, que em 1979 sofreu nova mudança de denominação, passando a ser chamada Assembléia de Deus. Nesses quase 50 anos a frente da Assembléia de Deus, o Pr. Anselmo Silvestre priorizou a descentralização do trabalho, com a aquisição de imóveis tanto na Capital como no interior do Estado e a construção de templos para a realização de cultos. Muitas frentes de evangelização foram realizadas, com cruzadas evangelísticas, concentrações e outros eventos que difundiram o Evangelho, fazendo da Assembléia de Deus uma das maiores Igrejas no Estado. Na área administrativa, o Pr. Anselmo Silvestre remodelou a Igreja, criando Departamentos e Comissões a fim de dar suporte ao desenvolvimento das atribuições eclesiásticas. Hoje, a Assembléia de Deus conta com 1655 templos em todo o Estado de Minas Gerais, onde abriga cerca de 80.000 membros e um Ministério de quase 3.000 Pastores, Evangelistas, Presbíteros e Diáconos que servem à causa do Evangelho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário