Total de visualizações de página

100 ANOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS NO BRASIL

100 ANOS DA ASSEMBLEIA DE DEUS NO BRASIL

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012


Dentro de Cada Cristão tem um Missionário e Dentro de Cada Ímpio tem um Campo Missionário. Faça Missões!

domingo, 26 de fevereiro de 2012





O 30º Congresso Internacional de Missões dos Gideões Missionários da Última Hora, já tem data marcada, será realizado nos 21 de Abril a 1 de Maio de 2012. O evento será realizado no ginásio Ginásio Irineu Bornhausen e também no Pavilhão dos Gideões. Para futuras informações, visite a página do evento.
E você que está a procura de informações sobre onde se hospedar durante o congresso e caravanas disponíveis em sua região para ir ao congresso, visite nossa página sobre hospedagem e caravanas.


quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

''A Bíblia não nos foi dada para aumentar nosso conhecimento, mas para mudar nossas vidas."

• Para o cego, Jesus é a luz da vida.
• Para o faminto, Jesus é o pão vivo que desceu do céu.
• Para o sedento, Jesus é a fonte de água da vida.
• Para o morto, Jesus é a ressurreição e a vida.
• Para o enfermo Jesus é a cura.
• Para o prisioneiro, Jesus é o libertador.
• Para o solitário, Jesus é o Divino companheiro.
• Para o mentiroso, Jesus é a Verdade.
• Para quem está do lado de fora, Jesus é a porta.
• Para o sábio, Jesus é a sabedoria.
• Para a medicina, Jesus é o médico dos médicos.
• Para o réu, Jesus é o advogado.
• Para o advogado, Jesus é o Juiz.
• Para o Juiz, Jesus é a justiça.
• Para o tristonho, Jesus é a alegria.
• Para o leitor, Jesus é a palavra.
• Para o pobre, Jesus é o tesouro.
• Para o pecador, Jesus é o Salvador.
• Para o fraco, Jesus é a força.
*Para quem quer ir morar no céu. Jesus é o único caminho.

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

OS 07 PASSOS, PARA A CURA DIVINA

“E NAAMÃ, capitão do exército do rei da Síria, era um grande homem diante do seu senhor, e de muito respeito; porque por ele o SENHOR dera livramento aos sírios; e era este homem herói valoroso, porém leproso. E saíram tropas da Síria, da terra de Israel, e levaram presa uma menina que ficou ao serviço da mulher de Naamã”.
II Reis 5:1-15

O número 07 é encontrado na Bíblia 735 vezes, e sempre significa perfeição, plenitude, totalidade e denota um caráter espiritual.

Deus criou o mundo em 6 dias e no 7º descansou. Gn. 1. O primeiro padrão de uma vida completa após a queda do homem está em Gn. 5:24. “E andou Enoque com Deus; e já não era porque Deus o tomou para si”. Enoque era o 7º homem depois de Adão e o 1º a não experimentar a morte. Judas 14.
O Segundo homem que andou com Deus foi Noé Gn. 6:9. Noé levou os animais limpos para a Arca de 07 em 07 pares. Gn. 7:2; Sete dias depois que Noé entrara na Arca, veio o dilúvio. Gn. 7:9,10.A Arca descansou no 7º mês sobre as Montanhas Ararates. Gn. 8:4.
O amor fez Jacó servir ao seu tio Labão durante 07 anos por causa de Raquel. Gn 29:20
Faraó teve um sonho terrível: Viu 07 vacas formosas e gordas e mais 07 vacas feias e magras que comiam as 07 vacas gordas. Em outro sonho viu 07 espigas cheias e boas e mais 07 espigas mirradas que devoravam as espigas boas. José foi chamado para interpretar o sonho e Deus lhe revelou que o Egito passaria por 07 anos de fartura e 07 anos de fome. Gn. 41.
No dia da expiação o sumo sacerdote espargia sangue do novilho 07 vezes sobre o propiciatório. Lv. 16:14
Quando Israel tomou a cidade de Jericó, Deus ordenou-lhes que marchassem em volta da cidade 07 vezes. No 7º dia quando já haviam marchado 07 vezes, completaram sua marcha de fé, que foi completada com os 07 sacerdotes, levando 07 buzinas feitas de chifres de carneiros diante da Arca. Js. 6:1-12.
Sete dias foi o limite de tempo dado a Sansão para solucionar o famoso enigma. Jz. 14. O cabelo de Sansão que sustentava sua força tinha 07 tranças. Jz. 16:19.
Salomão levou 07 anos para construir o Templo de Deus. I Rs. 6:38. Depois de pronto o Templo o povo celebrou a consagração do altar durante 07 dias, e houve 07 dias de festas II Cr. 7:9.
Dois milagres de Eliseu foram selados com o número 07: A criança que ressuscitou, expirou 07 vezes ante de abrir os olhos. II Rs. 4:35.
Naamã, comandante do exército do rei da Síria para ser curado de sua lepra foi mandado por Elizeu a mergulhar 07 vezes no rio Jordão. II Rs. 5:14.
07 foram os alimentos usados por Jesus no milagre da multiplicação dos pães 05 e peixes 02, totalizando 07. Jo 6:9. Em Mateus 13,07 são as parábolas do reino.
Sete homens de boa reputação foram escolhidos para administrarem a Igreja At. 6:1-7.
O livro de Apocalipse é um livro de setes. O7 são usados 54 vezes neste livro, vejamos algumas: 07 castiçais, 07 estrelas, 07 espíritos de Deus, 07 selos, 07 buzinas, 07 olhos, 07 anjos, 07 trombetas, 07 trovões, 07 cabeças, 07 últimas pragas, 07 salvas de ouro, 07 reis, 07 montanhas, etc,…
OS 07 PASSOS PARA A CURA DIVINA

1. CRER NO TESTEMUNHO DE CURA. II Rs 5: 3,4
2RS 5:3 - E disse esta à sua senhora: Antes o meu senhor estivesse diante do profeta que está em Samaria; ele o restauraria da sua lepra.
2RS 5:4 - Então foi Naamã e notificou ao seu senhor, dizendo: Assim e assim falou a menina que é da terra de Israel.
Deus usou uma menina para testemunhar do seu poder. Deus usa muitas formas para propagar seu poder, amor e graça: a natureza; as curas realizadas; a palavra; os profetas; a igreja como lugar de cura e libertação. O que crer será curado.

2. BUSCAR A BENÇÃO. “Partiu” Vs. 5
2RS 5:5 - Então disse o rei da Síria: Vai, anda, e enviarei uma carta ao rei de Israel. E foi, e tomou na sua mão dez talentos de prata, seis mil siclos de ouro e dez mudas de roupas.
Para recebermos a benção temos que ultrapassar barreiras, obstáculos, e sairmos de onde estamos.
Pagar o preço e facilitar a bênção. Ter disposição para receber o que Deus tem para nos dar.
- ‘ Tire a pedra’ ; ‘ Enche as talhas’
- Para recebermos a benção do emprego; da reconciliação; da cura divina, temos que fazer a nossa parte.

3. PROCURAR A PESSOA CERTA. VS. 6-9
2RS 5:6 - E levou a carta ao rei de Israel, dizendo: Logo, em chegando a ti esta carta, saibas que eu te enviei Naamã, meu servo, para que o cures da sua lepra.
2RS 5:7 - E sucedeu que, lendo o rei de Israel a carta, rasgou as suas vestes, e disse: Sou eu Deus, para matar e para vivificar, para que este envie a mim um homem, para que eu o cure da sua lepra? Pelo que deveras notai, peço-vos, e vede que busca ocasião contra mim.
2RS 5:8 - Sucedeu, porém, que, ouvindo Eliseu, homem de Deus, que o rei de Israel rasgara as suas vestes, mandou dizer ao rei: Por que rasgaste as tuas vestes? Deixa-o vir a mim, e saberá que há profeta em Israel.
2RS 5:9 - Veio, pois, Naamã com os seus cavalos, e com o seu carro, e parou à porta da casa de Eliseu.
Naamã em primeiro lugar buscou ajuda do rei de Israel Eliseu era o profeta de Deus, constituído para ministrar cura.
Os maiores erros que cometemos é buscar cura e libertação a pessoas, coisas ou lugares errados. Pedir conselhos a pessoas erradas é assinar um atestado de grandes complicações.

4. CONFIAR NO MÉTODO DE DEUS. Vs. 10-12
2RS 5:10 - Então Eliseu lhe mandou um mensageiro, dizendo: Vai, e lava-te sete vezes no Jordão, e a tua carne será curada e ficarás purificado.
2RS 5:11 - Porém, Naamã muito se indignou, e se foi, dizendo: Eis que eu dizia comigo: Certamente ele sairá, pôr-se-á em pé, invocará o nome do SENHOR seu Deus, e passará a sua mão sobre o lugar, e restaurará o leproso.
2RS 5:12 - Não são porventura Abana e Farpar, rios de Damasco, melhores do que todas as águas de Israel? Não me poderia eu lavar neles, e ficar purificado? E voltou-se, e se foi com indignação.
Deus não trabalha com uma única forma de cura e libertar.
O problema é que queremos que Deus nos cure ou fale de acordo com nossos métodos e raciocínios.
Exemplos: “Assim não, tem que ser desse jeito” “Para que aja cura tem que orar bem alto, gritar, rodopiar, jogar pra frente pra trás e depois empurrar bem a cabeça, se possível até assoprar”.
“Tem que ungir com óleo tem que colocar o copo de água, arruda, sal grosso, tem que ter jejuado orado muito, se consagrado, tem que fazer longas orações”.
Jesus curou de muitas maneiras: Com cuspe; curou imediatamente; progressivamente; mandou ir ao sacerdote; mandou lavar no tanque de Siloé; outra vez ele tocou; outra vez ele só ordenou. Tudo isso para nos mostrar os vários métodos de cura.

5. HUMILHAR-SE, RECONHECENDO A NECESSIDADE DE DEUS. Vs. 13
2RS 5:13 - Então chegaram-se a ele os seus servos, e lhe falaram, e disseram: Meu pai, se o profeta te dissesse alguma grande coisa, porventura não a farias? Quanto mais, dizendo-te ele: Lava-te, e ficarás purificado
“Humilhai-vos debaixo da potente mão de Deus, para que Ele em tempo oportuno vos exalte”. I Pd 5:6

6. PERSEVERAR ATÉ VER CUMPRIDO A BÊNÇÃO. Vs 14
2RS 5:14 - Então desceu, e mergulhou no Jordão sete vezes, conforme a palavra do homem de Deus; e a sua carne tornou-se como a carne de um menino, e ficou purificado.
“Sete vezes”, o sete fala de perfeição, plenitude, totalidade e denota um caráter espiritual.
Um dos maiores problemas do ser humano é a desistência, o espírito de fracasso, desestimulo. Deus não se agrada dos que logo desiste.

7. RECONHECER O PODER DE DEUS. Vs.15
2RS 5:15 - Então voltou ao homem de Deus, ele e toda a sua comitiva, e chegando, pôs-se diante dele, e disse: Eis que agora sei que em toda a terra não há Deus senão em Israel; agora, pois, peço-te que aceites uma bênção do teu servo.
Ser agradecido. Servi-lo e andar em seus caminhos. Não se desviar de Deus e de seu propósito.
OS SETE PASSOS PARA A CURA DIVINA
1. Crer no testemunho de cura. Vs 3,4
2. Buscar a benção. “Partiu” vs. 5
3. Procurar a pessoa certa. Vs. 6-9
4. Confiar no método de Deus. Vs. 10-12
5. Humilhar-se, reconhecendo a necessidade de Deus. Vs. 13
6. Perseverar até ver cumprido a bênção. Vs 14
7. Reconhecer o poder de Deus. Vs. 15
"Reencontrando a Dracma Perdida"

(Lucas 15:8-10)...Ou Qual A Mulher Que, Tendo Dez Dracmas, Se Perder Uma Dracma, Não Acende A Candeia, E Varre A Casa, E Busca Com Diligência Até A Achar? E Achando-A, Convoca As Amigas E Vizinhas, Dizendo: Alegrai-Vos Comigo, Porque Já Achei A Dracma Perdida. “Assim Vos Digo Que Há Alegria Diante Dos Anjos De Deus Por Um Pecador Que Se Arrepende.”

INTRODUÇÃO

“Os Três Resgates”

Este texto está inserido em um contexto de resgate. Começa pelo resgate de uma ovelha perdida entre cem. Segue com a busca à uma dracma entre dez, que também foi perdida.
Segue por um filho que se perde, por isso é chamado de pródigo. Perdido e morto era o seu estado legal.De dois ele era um.
Finaliza no capítulo 16, com o resgate do mordomo que até então era infiel, de todos os bens de seu Senhor. Definitivamente o tema aqui é “Resgate de um bem perdido”.

O tema que estaremos focalizando entre esses quatro exemplos será o da dracma perdida. Interessante a estratégia didática do Senhor Jesus, para nos fazer compreender o valor singular da perda.

Entre as ovelhas foi 1 entre 100;
Com as dracmas foi 1 entre 10;
Com os filhos foi 1 entre 2;
Com Deus, foi seu único filho, para resgatar milhões.
Isso porque uma perda sempre será grande, não importa o universo em que ela esteja inserida.

SIGNIFICADO

A dracma era a moeda grega, e também utilizada como medida de peso.
Seu valor era o de um oitavo de uma onça de ouro, ou três gramas e quinhentos e oitenta e seis miligramas. Aproximadamente R$180,00. Contudo, gostaria de aplicar a esta figura deixada pelo nosso Senhor Jesus. É assim que vejo esta dracma:

1- O CRENTE PERDIDO DENTRO DA IGREJA

Para se desgarrar das outras noventa e nove, a ovelha de número cem, teve que se excluir também da vida em comum do rebanho.

O filho pródigo, mesmo depois de pedir sua herança, permaneceu um tempo na casa de seu pai, perdido dentro de sua própria casa. Sem comunhão com seu irmão, sem comunhão com o pai.
(Pródigo quer dizer, esbanjador de oportunidades). Neste contexto está a dracma, também perdida dentro de casa.

Os dois exemplos que cercam este, denotam que foi uma decisão daquela ovelha e também daquele jovem, se apartar do convívio e da companhia dos outros.
A dracma possuía certo valor, correspondente em ouro; contudo, não representava monetariamente um grande prejuízo à perda de uma única moeda.

O que leva o pastor, a dona de casa e ao pai do pródigo investir em uma operação resgate?
Fora o valor que cada um deles decidiu dar a cada uma dessas figuras?
Assim como a ovelha, o filho era juridicamente dado como morto e perdido.
Este óbito ministerial hoje se encontra sobre muitos que estão às vezes na igreja.

Quando uma ovelha se desgarra do rebanho, ela se sente só, e começa a gritar para chamar a atenção, mas acaba com isso atraindo a morte, pois seus gritos trarão os lobos que a devorarão. Por isso, um pastor comum não sairia atrás daquela ovelha.

O mesmo com o pródigo. Não é costume pedir a herança de um pai que ainda vive. Isto significa declarar o seu pai morto, se torna assim para o pai e família. Contudo, aquele pai ia todos os dias a beira do caminho, onde vira a figura do filho pela última vez, na expectativa de reencontrá-lo. Quem dá verdadeiro valor aqui são aqueles que resolveram resgatar a sua perda!

A DRACMA É A FIGURA DAQUELA PESSOA QUE SE VALORIZA ACIMA DOS OUTROS.

Isola-se por entender que seu valor pessoal é prejudicado enquanto envolvido com os outros. Não entende que sozinha só vale um oitavo de uma onça de ouro. Utiliza-se das sombras da casa para se ocultar. Acaba cercada de escuridão e muita poeira. Sua única companheira é a solidão. Como resgatar a dracma perdida?

2- LUZ E LIMPEZA PARA SE ENCONTRAR A DRACMA

Efésio 5:14 “Por isso diz: Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te esclarecerá.”

Para permanecer oculta, aquela moeda contava com dois tipos de camuflagem:
1) com a escuridão da casa. As casas mais humildes da palestina, não possuíam janelas, apenas uma porta;
2) A poeira, que também se beneficiava da pouca luz e não era alcançada em uma faxina superficial. Os inimigos dessas duas camuflagens eram então pela ordem: a luz e a limpeza.

O texto de onde este versículo vem, fala muito sobre isto. Efésios5: 1-21 fala como a luz e a limpeza podem ser projetadas sobre uma casa e uma dracma perdida.

COMEÇA DIZENDO:

Sejam imitadores de Deus;
Andem em amor; E passa a descrever o que traz as trevas e sujeira:
A) Prostituição:
B) Impureza;
C) Avareza;
D) Torpezas;
E) Parvoíces;
F) Chocarrices.
Continua dizendo que: fornicação, impureza e avareza, que é idolatria, roubam a herança dos santos do reino de Cristo e de Deus.
Por isto o apóstolo Paulo acrescenta:
Efésios5: 11. E não comuniqueis com as obras infrutuosas das trevas, mas antes as condenai.
12 Porque o que eles fazem em oculto até dizê-lo é torpe.
13 Mas todas estas coisas se manifestam, sendo condenadas pela luz, porque a luz tudo manifesta.
E é aí que o apóstolo ordena que despertem de seu sono e reflitam à luz de Cristo.
Ao se distanciar do rebanho, da família de Deus, sair da “Casa do tesouro”, seremos tentados a permanecer onde estamos, e agora, como se tem a ilusão da invisibilidade, afinal se tornou na “dracma perdida”. Pensa que uma vez oculto suas obras não serão manifestadas. (João3: 19-21)

Continua, no entanto, achando que é uma dracma, algo valioso, e que possui seu próprio valor.
Mas o que não sabe, é que a única coisa que pode trazer o regozijo de seu reencontro é a luz da casa, projetada sobre ela, e se deixar separar da sujeira pela limpeza proporcionada pelo sangue e pela palavra de Cristo.

UMA DRACMA QUE NÃO PODE SER USADA

“... Despertai-vos com as admoestações” (lPe1:13)

“E digo isto, conhecendo o tempo, que é já hora de despertarmos do sono; porque a nossa salvação está agora mais perto de nós do que quando aceitamos a fé.” (Rm13:11)

A ilusão do isolamento é a defesa de nossa valorização. “Sentirão minha falta!”, “Estou fora!”, “Vão ter que se virar sem mim!”, “Joguei a toalha”.
A questão que a dracma desconhecida, é de que antes ela fazia parte de um pequeno tesouro, que somado, dava aquela mulher a sensação de possuir uma certa economia. Mas sozinha, além do valor diminuto, sua situação pode ser ainda pior por não poder ser usado!

Perdida na poeira e sombra da casa, aquela moeda perdeu também “a liberdade que só possui, quando se deixa usar pelo seu verdadeiro dono!”

Aquela dracma que antes corria os mercados, lojas, lares e até mesmo acompanhava as grandes e longas caravanas, agora, era prisioneira de sua perda. Perdida em casa. Uma dracma sozinha poderia ser uma esmola razoável; unida a outras, porém, um tesouro.

Quantos hoje não poderiam também ser comparados àquela dracma? Vivem dizendo: “A mim ninguém usa!”.
E perdem com isso a alegria que só quem é servo pode descrever.
A alegria de ser usado por Deus para abençoar ao próximo e a igreja.
Do que adianta ter dons e valores, se não podem ser provados por pessoas a nossa volta, a Deus que nos salvou para serviço e a igreja, noiva do Cordeiro.
O reencontro da dracma perdida, assim como o resgate da ovelha perdida e o retorno do filho pródigo, produz festa; um tipo de festa capaz de fazer os anjos dançar de alegria! Por quê? Porque há alegria no Céu, quando um pecador se arrepende.

Hoje, a luz de Deus e a limpeza trazida pela Palavra, também lhe buscam dentro de casa! Você se deixa achar?
Se a resposta é sim, saia do seu lugar e diga: “a luz de Cristo brilhou sobre mim hoje!!”.